Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Bolsonaro mantém posição contrária à reforma tributária, apesar do apoio de Tarcísio

Bolsonaro mantém posição contrária à reforma tributária, apesar do apoio de Tarcísio

Nesta quinta-feira (6), o ex-presidente Jair Bolsonaro reforçou sua posição contrária à proposta de reforma tributária que está em discussão na Câmara dos Deputados. Bolsonaro relacionou a pauta ao Partido dos Trabalhadores (PT), liderado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e afirmou que não pode apoiar o partido em nada. Ele fez um apelo aos parlamentares que foram eleitos com as bandeiras de “Deus, Pátria, Família e Liberdade” para votarem contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Reforma Tributária.

Fonte: otempo

Em suas declarações, Bolsonaro mencionou as posições políticas de Lula, como suas reuniões com o Foro de São Paulo, sua declaração de orgulho em ser comunista e sua visão sobre a democracia na Venezuela. O ex-presidente também ressaltou a oposição ferrenha do PT durante seus quatro anos de mandato e comemorou sua inelegibilidade. Com base nesses pontos, Bolsonaro afirmou que, caso fosse deputado, votaria contra qualquer proposta que viesse do PT ao longo de seu mandato.

Fonte: Wiki

Após o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, demonstrar apoio em grande parte à proposta de reforma tributária e enfatizar que o estado será “parceiro” no tema, o ex-presidente Jair Bolsonaro expressou sua contrariedade em relação à posição do governador. Tarcísio, que foi ministro do governo Bolsonaro e se elegeu com o apoio do movimento bolsonarista, vem mantendo um diálogo com a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o que tem causado desconforto a Bolsonaro.

Diante disso, o Partido Liberal (PL) convocou uma reunião com o objetivo de demonstrar unidade em torno de Bolsonaro. O encontro contará com a presença do próprio ex-presidente, do presidente nacional do partido, Valdemar Costa Neto, parlamentares, além dos governadores do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, e de Santa Catarina, Jorginho Mello. A reunião tem como intuito reforçar a união política em apoio a Bolsonaro diante das divergências recentes.