Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Daniela Carneiro permanece no Ministério do Turismo e ganha nova sobrevida no governo Lula

Daniela Carneiro permanece no Ministério do Turismo e ganha nova sobrevida no governo Lula

Daniela Carneiro permanecerá como ministra do Turismo no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), conforme anunciado pelo ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta. Contrariando expectativas de sua demissão, Carneiro não entregou carta de renúncia. A questão da sua permanência no cargo tem sido objeto de negociações entre o governo e o Centrão ao longo do último mês.

O compromisso de sua saída havia sido acordado entre seu marido, o prefeito de Belford Roxo (RJ), Wagner Carneiro (Republicanos), e o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, na noite de quarta-feira, 5. No entanto, a orientação atual é de que Carneiro continue em seu cargo e desempenhe suas funções.

Fonte: CNN Brasil


A troca de ministra no Ministério do Turismo era vista como uma estratégia para fortalecer a base de apoio do governo na Câmara dos Deputados. No entanto, devido à demora nas negociações com o marido de Daniela Carneiro, o desfecho da substituição não foi consolidado. Na quarta-feira, o ministro Alexandre Padilha atendeu a pedidos de recursos e obras feitos por Waguinho, o que complicou ainda mais a situação.

A bancada do União Brasil, que possui 59 deputados, foi cobrada a entregar mais votos favoráveis às pautas do Executivo, uma vez que o grupo já havia sido contemplado com três ministérios no governo. No entanto, a bancada do União Brasil na Câmara argumentou que não foi responsável pela indicação desses ministros, dificultando a negociação com os articuladores do presidente.

Assim, a troca de ministra no Ministério do Turismo enfrentou obstáculos e não foi concluída, deixando a permanência de Daniela Carneiro e a estratégia política do Planalto em aberto.

Fonte: Notícias R7

Daniela Carneiro é vista como uma escolha pessoal do presidente Lula, enquanto o Ministério do Desenvolvimento Regional é considerado uma indicação do senador Davi Alcolumbre, do partido União-AP. Já o Ministério das Comunicações é visto como uma premiação aos deputados do União.

Diante da situação em que Daniela recorreu à Justiça Eleitoral para deixar o partido União Brasil, a legenda tem pressionado o Planalto desde o início de junho para substituí-la pelo deputado Celso Sabino, do União-PA. Alexandre Padilha, ministro das Relações Institucionais, chegou a prometer que Lula faria essa mudança até o dia 21 de julho. No entanto, Daniela conseguiu adiar sua saída e negociar benefícios em uma espécie de “saída honrosa”.

Assim, a permanência de Daniela Carneiro no Ministério do Turismo tem sido objeto de intensas negociações e pressões políticas, com a ministra buscando garantir sua posição e o partido União Brasil buscando obter uma troca favorável.

Marcações: