Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Polícia Federal combate contrabando de cigarros eletrônicos

Polícia Federal combate contrabando de cigarros eletrônicos

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 6 de julho, a Operação Contra Vapor, com o objetivo de combater o contrabando de cigarros eletrônicos e a associação criminosa envolvida nessa prática. Foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão, além de medidas cautelares que suspenderam o funcionamento de dois estabelecimentos comerciais envolvidos na venda dos produtos ilegais e removeram oito páginas da internet que divulgavam e comercializavam esses produtos ilícitos e seus acessórios. As medidas foram expedidas pela 1ª Vara Federal Cível e Criminal da Subseção Judiciária de Imperatriz, no Maranhão.

Fonte: PF

A operação teve início a partir de um inquérito policial instaurado pela Polícia Federal após a apreensão de cigarros eletrônicos em março deste ano no Aeroporto de Imperatriz. Durante as investigações, foi constatada a existência de vários pontos de distribuição desses produtos criminosos, bem como a identificação de possíveis envolvidos nos delitos. Os mandados cumpridos na operação têm o objetivo de fortalecer as provas e identificar outros participantes das atividades ilícitas.

Fonte: PF


Mais de 50 policiais federais dos estados do Maranhão e Tocantins estão participando da operação. Os investigados estão sujeitos a responder por associação criminosa e contrabando, podendo enfrentar penas de até oito anos de prisão.

Até o momento, cinco pessoas foram presas em flagrante por vender, expor à venda ou manter em depósito mercadorias proibidas pela legislação brasileira no exercício da atividade comercial.

Durante as ações, foram encontrados diversos materiais probatórios nos locais, incluindo cigarros eletrônicos e acessórios. Até o momento, aproximadamente 750 aparelhos e 550 acessórios foram apreendidos. As diligências continuam em andamento em outros locais.