Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Escândalo: Viúva de Gal Gosta é acusada de aplicar golpes em nome da cantora e outras celebridades, revela ‘Piauí’

Escândalo: Viúva de Gal Gosta é acusada de aplicar golpes em nome da cantora e outras celebridades, revela ‘Piauí’

Viúva de Gal Costa é acusada de assédio moral, ameaças e golpes financeiros, revela reportagem da revista Piauí

A empresária Wilma Petrillo, viúva da renomada cantora Gal Costa, falecida aos 77 anos em novembro do ano passado, está no centro de uma extensa matéria na edição de julho da revista Piauí, assinada por Thallys Braga. A reportagem conta com depoimentos de treze pessoas, incluindo seis ex-funcionários de Gal, seis amigos e um parente.

Nos relatos, Wilma é acusada de praticar assédio moral contra ex-funcionários, fazer ameaças e se envolver em golpes financeiros, além de ser apontada como responsável pela falência de Gal, uma das maiores e mais bem-sucedidas artistas da Música Popular Brasileira (MPB). A matéria traz à tona graves acusações sobre a conduta da empresária e suas supostas ações prejudiciais tanto no âmbito profissional quanto pessoal.

Fonte: revistaquem


Escândalo envolvendo Gal Costa: Viúva acusada de pedir dinheiro para cirurgia e aplicar golpes, revela revista Piauí

A revista Piauí traz uma reportagem impactante que se inicia com o depoimento do médico Bruno Prado, que, após desenvolver uma proximidade com Gal Costa e sua viúva Wilma, relata que a empresária solicitou uma quantia entre R$ 10 mil e R$ 15 mil para uma cirurgia ocular semelhante à que Gal teria realizado recentemente. Bruno teria emprestado o dinheiro, mas não recebeu o pagamento dentro do prazo acordado.

Em resposta a essa situação, como forma de retaliação, Bruno alega ter deixado de ser convidado para shows e para a casa de Gal. Segundo a matéria da Piauí, no círculo cultural de Salvador, havia histórias circulando sobre supostos golpes aplicados por Wilma em outras pessoas, levando amigos próximos de Gal a preferirem manter distância da empresária e esposa da cantora.

Bruno, que é gay e ainda não havia revelado sua orientação sexual à família, teria confidenciado esse segredo a Wilma, que, segundo ele, passou a usá-lo como chantagem. “Se você continuar me cobrando, eu vou fazer uma coisa muito bonitinha: conto para o teu pai que você é viado”, teria dito Wilma. Bruno, abalado, decidiu então escrever um e-mail para Gal, narrando toda a história.

Fonte: DSP

Escândalo envolvendo Gal Costa: Viúva acusada de ameaças e chantagem, revela revista Piauí

Após o médico Bruno Prado emprestar dinheiro para uma cirurgia solicitada por Wilma, esposa falecida de Gal Costa, a cantora prometeu que a dívida seria paga pela empresária. Cumprindo a promessa, Wilma também revelou a orientação sexual de Bruno ao pai dele. No entanto, o medo e os pensamentos suicidas de Bruno foram substituídos por apoio e acolhimento da família ao descobrirem que ele era gay.

Segundo a matéria, Wilma continuou com as ameaças, dizendo coisas como: “Você vai levar uma surra tão grande que vai aprender a respeitar os outros” e “Você não tem vergonha de pedir dinheiro para uma mulher mais velha, seu viado?”. Bruno registrou um boletim de ocorrência na delegacia na época, como relatado pela reportagem.

Mesmo assim, as ameaças de Wilma não cessaram. Durante uma viagem a Nova York, ela ligou para Bruno informando que sabia em qual hotel ele estava hospedado e, por ter vivido na cidade, afirmou conhecer pessoas que poderiam “dar um jeito nele”. Em resposta, Bruno viajou para outro estado dos Estados Unidos e, logo em seguida, finalmente recebeu um cheque com o valor que havia emprestado a Wilma. Desde então, ele não manteve mais contato com ela ou com Gal.

Marcações: